FREE THE JAZZ!!!

IMPROVISED MUSIC, JAZZ ANARCHY, NEW THING, INSTANT COMPOSITION, OUT JAZZ, ALEATORY MUSIC, MODERN FREE, FIRE MUSIC, NOISE, AVANT-GARDE JAZZ, INTUITIVE MUSIC, ACTION JAZZ, FREE IMPROVISATION, JAZZCORE, CREATIVE IMPROVISED MUSIC. FREE THE JAZZ!!!

*SOBRE (about us)...

sexta-feira, 21 de maio de 2010

Baladas de Oliver Lake

Foi na década de 70 que o saxofonista Oliver Lake (1942) começou a sedimentar seu espaço na cena jazzística. Pertencente à geração de Lester Bowie, Julius Hemphill e Henry Threadgill, Lake viveu em Paris entre 72 e 74, como muitos outros músicos free naquela época. No período, participou da fundação do Black Artist's Group (BAG), um dos coletivos mais criativos daquele momento efervescente.

Foi ainda nos 70s que gravou seu primeiro grande álbum como líder, “Heavy Spirits” (75), que contou com participações de Joseph Bowie, ‘Bobo’ Shaw e Olu Dara. A década ainda foi marcada pelo surgimento, em 76, do ‘World Saxophone Quartet’ (WSQ), formado por Lake, Hemphill, David Murray e Hamiet Bluiett. O WSQ acabou por se tornar um clássico grupo de sopros, que gravou mais de 20 discos _e ainda sobrevive: o último álbum é de 2006.
Os anos 80 trouxeram um Lake mais aberto, responsável pelo grupo ‘Jump Up’, que resgatava elementos do reggae e levou o nome do saxofonista a um público mais amplo.


O começo da década seguinte apresentou um viés menos explorado de Lake. Again And Again, captado em 1991, trouxe a faceta 'balada' do saxofonista. Em quarteto, Lake desfia oito temas originais e mostra que também sabe soar lírico e suave _boa degustação para as madrugadas frias que se aproximam. Do conjunto, salienta-se ‘Re-cre-ate’, curiosamente a menos ‘balada’ do álbum, que traz alguns momentos mais free e intensos do sopro de Lake. Para quem conhece o saxofonista do WSQ ou de seus momentos mais ardentes dos 70s, Again And Again apresenta uma visada nova e fresca de seu trabalho.


Recorded at: Clinton Recording Studio, NYC, April 1991
Recorded direct to 2 track, Dolby SR.
Mastered at Masterdisk, NYC, June 1991

4 comentários:

fabricio vieira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Érico Cordeiro disse...

Fabrício,
O World Saxophone Quartet realmente é um grupo bastante singular. Não conheço esse disco do Lake, mas ele está muitíssimo bem acompanhado pelo John Hicks (ontem eu o ouvia no álbum The Bassist, em duo com Richard Davis) e pelo Reggie Workman.
Vou dar uma conferida.
Abração!

Emilia disse...

É sempre bom recordar.
Um abraço

fabricio vieira disse...

Érico, espero que goste dessas 'baladas' do Lake. abs,