FREE THE JAZZ!!!

IMPROVISED MUSIC, JAZZ ANARCHY, NEW THING, INSTANT COMPOSITION, OUT JAZZ, ALEATORY MUSIC, MODERN FREE, FIRE MUSIC, NOISE, AVANT-GARDE JAZZ, INTUITIVE MUSIC, ACTION JAZZ, FREE IMPROVISATION, JAZZCORE, CREATIVE IMPROVISED MUSIC. FREE THE JAZZ!!!

*SOBRE (about us)...

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Antes de Mr. Ornette, o Crash Trio

Não deveria passar despercebido o fato de o evento ‘Mostra Sesc de Artes 2010’ ter privilegiado formas mais radicais de música, sem esquecer a cena free/improv. Em um extremo, Ornette Coleman, um dos pais do free jazz, na ativa há mais de cinco décadas. No outro, o italiano Crash Trio, formado em 2008 e representante do que de fresco tem sido feito na free improvisation europeia –isso sem esquecermos o noise do “Splinter Vs Stalin”. Se os ingressos para o 'Ornette Coleman Quartet' caminham para estar esgotados (as duas apresentações) ainda nesse fim de semana, pouca gente procurou até o momento pelo Crash Trio. Isso se explica não apenas pela história distinta dos dois músicos/grupos, mas também, sem dúvida, pelo fato de o trio italiano ainda ser pouco conhecido mesmo entre os aficionados.

O Crash Trio faz parte de uma onda de ‘power trios’ que surgiram a partir de 2000 com propostas de explorações da livre improvisação de forma muita intensa, aproveitando também elementos rocker em sua concepção: The Thing, Morthana, Phat, EKE, Fire, MZN3 e até mesmo o mais roqueiro Zu ou o projeto Full Blast do veterano Brotzmann ajudam a compor esse cenário. 



Formado por Edoardo Marraffa (sax tenor e sopranino), Chris Iemulo (guitar acoustic, electric) e Stefano Giust (drums) em janeiro de 2008, o Crash Trio lançou até o momento apenas um álbum, “Live & Crash”.

O saxofonista Marraffa computa no currículo gigs com gigantes do peso de William Parker, Hamid Drake, Tim Berne e Han Bennink.
O guitarrista Iemulo, formado pela Universidade de Bolonha, trabalhou intensamente com grupos teatrais e performers, passando a se dedicar, após 2003, à improvisação livre.
Giust, além de ser o dono das baquetas do trio, registra trabalhos na seara acusmática/eletrônica. Também comanda o selo Setola di Maiale, dedicado a músicas de expressão radical.

Como apresentação do trabalho do trio, há uma intensa e extensa faixa (mais de 13 minutos) nessa coletânea dedicada à free/improv editada em 2008. O Crash Trio aparece na faixa 6, com o tema “Vischio”, captado ao vivo em fevereiro de 2008. A coletânea traz outros grupos explosivos que merecem atenção, especialmente o “konstruKt”.



01. BLOB - A Fine Cubist Cigar (EUA) (2:58)
02. Wozzeck - Man haut auch sein Fleish und Blut!
(Russia) (9:43)
03. PHAT - The Great Puragtory of Dead Porn Stars
(France) (9:45)
04. Pulsanti - to name
(Italy) (10:09)
05. konstruKt - Kontrol
(Turkey) (3:44)
06. Crash Trio - Vischio (13:28)
07.
Trio Lio - Coure - (Spain) (4:38)
08. F.R.I.C.S. - O Nevoeiro Foi Testemunha
(Portugal) (5:48)
09. Non Jazz - Mater Pervicax
(Mexico) (12:47)




(Live concert @ Scalo San Donato, Bologna 20.11.09)

----------------------
Para ouvir mais:
http://www.myspace.com/crashtrio

----------------------
"Crash Trio"
Sesc Santana
Dia 24, às 21h

8 comentários:

Tiago Mesquita disse...

fim de semana que vem tem John Edwards

fabricio vieira disse...

além do show no CCSP com o pessoal do Abaetetuba, tá sabendo de alguma outra apresentação dele em SP?

Felipe disse...

Não conhecia essa Crash Trio, puta que pariu, fudidamente foda, certeza que irei nesse show.

fabricio vieira disse...

o Crash Trio é bom mesmo. Me surpreendeu o Sesc trazê-los.

Jose Ramon Santana Vazquez disse...

...traigo
sangre
de
la
tarde
herida
en
la
mano
y
una
vela
de
mi
corazón
para
invitarte
y
darte
este
alma
que
viene
para
compartir
contigo
tu
bello
blog
con
un
ramillete
de
oro
y
claveles
dentro...


desde mis
HORAS ROTAS
Y AULA DE PAZ


TE SIGO TU BLOG
FABRICIO



CON saludos de la luna al
reflejarse en el mar de la
poesía...


AFECTUOSAMENTE


ESPERO SEAN DE VUESTRO AGRADO EL POST POETIZADO DE CUMBRES BORRASCOSAS, ENEMIGO A LAS PUERTAS, CACHORRO, FANTASMA DE LA OPERA, BLADE RUUNER Y CHOCOLATE.

José
Ramón...

fabricio vieira disse...

José Ramon, gracias por su visita. saludos!

::Andre:: disse...

Tenho um disco dele que os Camusi me deram, grandes!!!

fabricio vieira disse...

É o “Live & Crash” ou já lançaram outro?