FREE THE JAZZ!!!

IMPROVISED MUSIC, JAZZ ANARCHY, NEW THING, INSTANT COMPOSITION, OUT JAZZ, ALEATORY MUSIC, MODERN FREE, FIRE MUSIC, NOISE, AVANT-GARDE JAZZ, INTUITIVE MUSIC, ACTION JAZZ, FREE IMPROVISATION, JAZZCORE, CREATIVE IMPROVISED MUSIC. FREE THE JAZZ!!!

*SOBRE (about us)...

domingo, 21 de novembro de 2010

Ornette e seus reencontros

Reagrupar antigos parceiros é uma prática comum na jornada de Ornette Coleman. Colaboradores de diferentes períodos ressurgem com certa constância (em palco ou estúdio) para novos diálogos. Em 77, por exemplo, reencontrou Charlie Haden para um fino duo, editado como “Soapsuds, Soapsuds”.  Dez anos depois, em 87, reagrupou seu antigo quarteto ‘free’ (Haden, Cherry e Billy Higgins) para gravar uma parte de “In All Languages”. A outra parte do disco foi conduzida por seus companheiros de ‘free funk’ dos 70s, como o guitarrista Bern Nix e o baixista Jamaaladeen Tacuma. O quarteto ‘free’ da virada dos 50/60 também foi reorganizado para alguns shows no ano de 1990, que geraram o álbum “Reunion”.

Ainda no final da década de 60, esses reencontros deram a oportunidade de juntar no mesmo palco os dois instrumentistas fundamentais que dividiram o sopro com Coleman em sua carreira: Dewey Redman e Don Cherry. O encontro se deu em um concerto na New York University, em março de 1969. Antes dessa apresentação, o último registro oficial de Ornette com Cherry data de março de 1961, quando gravaram o disco “On Tenor”.

Esse concerto foi editado como “Crisis”, pelo selo Impulse!, e trazia na base rítmica Charlie Haden e o jovem Denardo (então com apenas 13 anos de idade). Infelizmente, como ocorreu com “Ornette at 12”, do ano anterior, a crítica e o público não os prestigiaram muito: o resultado é que acabaram esquecidos e são dos poucos discos oficiais do saxofonista que estão fora de catálogo. Com a ressalva de Denardo, que ainda iniciava sua jornada, os outros músicos do quinteto estavam em ponto elevado de sua maturidade artística, o que faz desse um show com grandes momentos: não merecia ter ficado na poeira da história...




*Ornette Coleman: alto, violin
*Dewey Redman: tenor, clarinet
*Don Cherry: trumpet, flaute
*Charlie Haden: bass
*Denardo Coleman: drums

A1. Broken Shadows (5:59)
A2. Comme il faut (14:28)
B1. Song For Che (11:32)
B2. Space Jungle (5:20)
B3. Trouble in the East (6:39)
 
Recorded in concert at New York University, March 22, 1969.

2 comentários:

EXTINÇÃO: disse...

Esses post do Ornette estão foda.
É incrível poder vê-lo(s) ao vivo agora, uma influência cara há tantos anos; sábado estaremos lá.

fabricio vieira disse...

Não dá para deixar de ir. Se curte o Ornette, segue aí que vai ter posts dele até o dia do show.