FREE THE JAZZ!!!

IMPROVISED MUSIC, JAZZ ANARCHY, NEW THING, INSTANT COMPOSITION, OUT JAZZ, ALEATORY MUSIC, MODERN FREE, FIRE MUSIC, NOISE, AVANT-GARDE JAZZ, INTUITIVE MUSIC, ACTION JAZZ, FREE IMPROVISATION, JAZZCORE, CREATIVE IMPROVISED MUSIC. FREE THE JAZZ!!!

*SOBRE (about us)...

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Um pouco de K. Vandermark - I

Se alguém me afirmasse, um ano atrás, que veríamos em SP, em 2010, Matthew Shipp, Joe Morris e Ken Vandermark eu diria a essa pessoa que sua fonte não era confiável: três dos maiores nomes da música contemporânea assim, na sequência? Mas, por uma dessas conjunções astrais, isso ocorreu. Ainda falta o último deles desembarcar por aqui, mas está perto...

Ken Vandermark nasceu em 22 de setembro de 1964, na cidade de Warwick, no minúsculo Estado de Rhode Island (um dos menores dos EUA, com pouco mais de 1 milhão de habitantes). Antes de se fincar em Chicago, aonde faria fama, Vandermark parou em outros locais: foi a Montreal (Canadá), onde fez sua graduação, recebendo o título de ‘Bachelor of Arts in Film Communications’, na McGill University. Finda essa etapa, o saxofonista se dirigiu a Boston, onde fez suas primeiras gravações, em trio, ao lado do baterista Curt Newton. Dois K7s do trio circularam na época: ‘Stone Zoo’, de 87, e ‘All That Falls’, de 89. Logo após essas experiências, fixou-se em Chicago. Entrada a década de 1990, surgiram seus primeiros discos de fato, a maioria sob o nome 'Vandermark Quartet', como "Big Head Eddie" (93) e "Solid Action" (94). Daí em diante, os projetos se multiplicariam, levando Ken a se tornar um dos nomes centrais da cena jazzística de Chicago.

Alternando-se entre os saxes tenor e barítono, além de clarinete e clarinete baixo, se revelou como um dos músicos mais inventivos e prolixos de sua geração. Sua discografia, contando-se suas atuações como líder e co-líder, além de participações contínuas em grupos próximos (como no caso do 'Chicago Tentet/Octet', de Brotzmann), supera as duas centenas de álbuns –fazendo uma conta grossa, considerando duas décadas de atividade, poderíamos falar em uma produção média de 10 discos por ano.

Seus projetos se fragmentam em uma série de grupos, com variadas formações e parcerias, sendo alguns de atividade longa, outros de vida breve: Vandermark 5, DKV Trio, Witches & Devils, Spaceways Inc., Bridge 61, Caffeine, Territory Band, Free Fall, FME, Sonore, NRG Ensemble, The Vandermark Quartet, School Days, Joe Harriot Project, Steam, Tripleplay, Resonance: a lista é extensa. E a variedade sonora também não é pequena. Talvez Ken Vandermark seja um dos músicos contemporâneos que melhor represente certos traços característicos do que se espera de um jazzista pós-moderno ou de uma figura do modern creative: suas criações passeiam por jazz, free jazz, funk, rock, free bop, blues, free improvisation: em meio a esse amálgama, o músico gestou uma das obras mais fortes e inventivas dos 90 para cá. De um projeto a outro, o saxofonista oscila, ora mais para uma seara sonora, ora para outra, sempre impondo sua marca pessoal. Ouvir e desbravar o universo de Vandermark é uma das experiências mais ricas que podemos assumir. Nos próximos dias, mostraremos um pouco desse vasto cosmo sonoro.

--------------
Para ver mais:
www.kenvandermark.com

-------------------------------------------
***Ken Vandermark / Mark Sanders / Luc Ex***

*Dia 10 de dezembro (sexta-feira).
Centro Cultural São Paulo
Endereço: Rua Vergueiro, 1000 - São Paulo/SP
horário: 19 hs

*Dia 12 de dezembro de 2010 (domingo).
Local: Santander Cultural
Endereço: Rua Sete de Setembro, 1028 - Porto Alegre/RS
horário: às 18 hs

Nenhum comentário: