FREE THE JAZZ!!!

IMPROVISED MUSIC, JAZZ ANARCHY, NEW THING, INSTANT COMPOSITION, OUT JAZZ, ALEATORY MUSIC, MODERN FREE, FIRE MUSIC, NOISE, AVANT-GARDE JAZZ, INTUITIVE MUSIC, ACTION JAZZ, FREE IMPROVISATION, JAZZCORE, CREATIVE IMPROVISED MUSIC. FREE THE JAZZ!!!

*SOBRE (about us)...

terça-feira, 19 de julho de 2011

Coletivos, cooperativas: sob o teto do 'BAG'

Os músicos que compunham o Black Artists’ Group (BAG) se apresentavam sob diversos nomes. O curioso é que com a denominação "Black Artists’ Group" apareceram apenas em uma gravação realizada em Paris em 1973, quando o coletivo já agonizava. “Children of the Sun”, “Human Arts Ensemble”, “St. Louis Creative Ensemble” e “Solidarity Unit” foram alguns dos nomes dados aos grupos que nasciam sob o quartel-general do BAG, sempre tendo na linha de frente Oliver Lake, Floyd LeFlore, Julius Hemphill, Baikida Carrol, Charles “Bobo” Shaw, Joseph Bowie e mantendo o ideal do coletivo.

 
Paralelamente, alguns desses protagonistas conduziram sessões que traziam suas assinaturas como líderes. O caso mais conhecido é o do altista Julius Hemphill, que até criou um selo próprio, o “Mbari”, responsável pela edição do célebre “Dogon A.D.” (72), gestado pelo quarteto que liderava. Ainda um pouco antes, em 1971, Oliver Lake comandou uma sessão com um extenso grupo, programada para sair sob seu nome. Mas, como as dificuldades não eram poucas, o trabalho ficou engavetado até 1976 (o BAG era só uma lembrança), quando o selo Freedom resolveu colocar no mercado a primeira (e única) edição do álbum.

Acompanhado de Don Moye, seus parceiros de BAG e mais alguns convidados, Lake criou o vívido NTU: Points from Wich Creation Begins. Embebido pelo sabor BAG, o álbum dialoga também com sonoridades que rodeavam a cena nova-iorquina de então. Isso fica bem marcado na longa “Africa”, que tem um colorido muito próximo do apresentado em trabalhos de Pharoah Sanders do período. Interessante também a participação do pianista John Hicks, produtor do disco. Seu dedilhado nada ácido aparece bem em “Tse'lane”. Hicks (1941-2006) nunca foi propriamente uma figura ‘avant’, apesar de ter tocado com Sanders e David Murray, por exemplo. Sem ser um dos associados do BAG, Hicks viveu parte de sua vida em St. Louis e teve Lester Bowie (1941-1999) como um de seus colegas de escola. Para arrebar o álbum, “Zip” vem com elevada temperatura, em muito pela presença (marcante em todo o trabalho) dos trompetes de LeFlore e Baikida.





A1 Africa (12:57)
A2 Tse'lane (5:55)
B1 Electric Freedom Colors (6:24)
B2 Eriee (7:40)
B3 Zip (4:40)

ntu 

*Oliver Lake: alto, soprano, flute, small instruments
* Floyd LeFlore, Baikida Carrol: trumpet, small instruments
*Joseph Bowie: trombone
* John Hicks: piano
*Clovis Bordeux: electric piano
*Don Officer: electric bass
*Richard Martin: guitar (3)
*Don Moye: congas
*Charles “Bobo” Shaw: drums

Recorded in St. Louis in 1971.

Nenhum comentário: