FREE THE JAZZ!!!

IMPROVISED MUSIC, JAZZ ANARCHY, NEW THING, INSTANT COMPOSITION, OUT JAZZ, ALEATORY MUSIC, MODERN FREE, FIRE MUSIC, NOISE, AVANT-GARDE JAZZ, INTUITIVE MUSIC, ACTION JAZZ, FREE IMPROVISATION, JAZZCORE, CREATIVE IMPROVISED MUSIC. FREE THE JAZZ!!!

*SOBRE (about us)...

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Talento sombreado: Michel Pilz (II)

A falta de informação sobre um músico como Michel Pilz acaba por atrapalhar quem deseja conhecer mais ou escrever sobre seu percurso. Em seu site, há apenas uma discografia parcial, com a citação de uma singela lista (sem créditos ou imagens de capas) de treze discos em que participou como líder ou sideman. Seu dueto com o percussionista francês Jean-Noel Cognard, Binôme, gravado em 84 e que ganhou reedição especial neste ano pela Bimbo Tower Records, nem é citado. Encontrar entrevistas ou mesmo vídeos com Pilz também é tarefa ingrata... Para minha surpresa, até um livro referencial sobre a cena européia (Northern Sun, Southern Moon: Europe’s Reinvention of Jazz) esqueceu do cara... 

Apesar de o trio com baixo e bateria ser fundamental em sua trajetória, Michel Pilz sempre mostrou que curtia tocar ao lado de outros sopros. Além do Manfred Schoof Quintet e da Globe Unity Orchestra, Pilz participou de um projeto muito bacana na década de 1970, o Clarinet Contrast. Tendo existido entre 75 e 77, o 'Clarinet Contrast' contava com cinco clarinetistas, mais baixo e bateria. No bolo estavam Pilz, Theo Jörgensmann e Perry Robinson. Até onde sei, não deixaram registros oficiais.

Em 1980, Pilz desembarcou na Alemanha para participar do clássico festival “Total Music Meeting”. Junto com ele, vinha seu fiel parceiro Buschi Niebergall (com quem gravou Celeste), o antigo amigo Peter Kowald (dobrando o baixo) e o baterista britânico Tony Oxley. Para fechar o grupo, o clarinetista e saxofonista francês Michel Portal. Um quinteto finíssimo, que nunca gravou junto, mas que demonstra grande afinidade para desenvolver momentos de elevada música. Existem apenas duas faixas desse encontro registradas; na primeira, os baixos abrem em arrepiante intersecção, seguidos pela entrada e dominância do clarinete baixo de Pilz. O segundo tema tem no diálogo dos dois sopros seu centro. Música nunca antes repetida e registrada de forma pouco planejada (nada de versão oficial do encontro), mas que oferece material intenso a ser (re)descoberto.

1. Intro/Radio (0:56)
2. Impro I (13:47)
3. Impro II (16:25)

liv 

*Michael Pilz: bass clarinet
*Michel Portal: sax, bass clarinet
*Buschi Niebergall: bass
*Peter Kowald: bass
*Tony Oxley: drums

Recorde at Total Music Meeting, Berlin, Germany. November 1980.

Nenhum comentário: