FREE THE JAZZ!!!

IMPROVISED MUSIC, JAZZ ANARCHY, NEW THING, INSTANT COMPOSITION, OUT JAZZ, ALEATORY MUSIC, MODERN FREE, FIRE MUSIC, NOISE, AVANT-GARDE JAZZ, INTUITIVE MUSIC, ACTION JAZZ, FREE IMPROVISATION, JAZZCORE, CREATIVE IMPROVISED MUSIC. FREE THE JAZZ!!!

sexta-feira, 29 de maio de 2015

Memento Mori...



As mortes de importantes músicos do jazz e do free ocorridas em tempos recentes (Arthur Doyle, Clark Terry, Roy Campbell Jr., Kalaraparusha Maurice McIntyre) trouxeram à lembrança outros instrumentistas talentosos, também já mortos – mas estes de forma prematura: músicos que morreram no meio do caminho, ainda jovens, em processo de ebulição interrompida bruscamente.


domingo, 24 de maio de 2015

AACM: cinco décadas de música livre


Há 50 anos, nascia em Chicago um dos projetos mais longevos e fundamentais da música livre: o coletivo AACM (Association for the Advancement of Creative Musicians). Surgido no ápice do free jazz, em maio de 1965, tinha em sua origem a missão de difundir arte e cultura, fomentando a criatividade e a liberdade amparado em um lema preciso: Great Black Music Ancient to the Future.


sexta-feira, 15 de maio de 2015

Uma inesperada paixão por Callas


Em meio a um período bastante produtivo, o saxofonista Ivo Perelman lança neste mês três novos discos pelo selo britânico Leo Records. Dentre as novidades, merece especial atenção “Callas”, álbum duplo registrado ao lado do pianista Matthew Shipp em homenagem a mais celebrada das cantoras líricas. “A Callas se tornou uma obsessão nos últimos tempos”, disse Perelman, em conversa com o FreeForm, FreeJazz sobre os lançamentos.


quinta-feira, 7 de maio de 2015

Jazz al Sur: novidades argentinas



A Argentina tem um relacionamento bastante antigo e profundo com o jazz. Não à toa, o país exibe uma cena jazzística intensamente vibrante e inventiva, com músicos de diversas vertentes e gerações atuando em paralelo. Infelizmente esse manancial criativo não tem tido no exterior a repercussão que merece – pior: por aqui, pouco se fala ou se interage com o jazz argentino, feito tão proximamente...




terça-feira, 21 de abril de 2015

Garage: um clássico contemporâneo




Uma década após seu lançamento, Garage, álbum-síntese do power trio escandinavo The Thing, volta às prateleiras. Agora em versão vinil (originalmente foi lançado em CD em 2004, pelo extinto selo Smalltown Superjazz), Garage é um dos discos mais intensos editados neste século e item obrigatório para quem se interessa por free music.




quarta-feira, 25 de março de 2015

CECIL TAYLOR: 86 anos !!!




CECIL TAYLOR: ALL THE NOTES” 


 



Cecil Taylor: All the Notes”. Directed by Christopher Felver, 2006 (full documentary)


domingo, 15 de março de 2015

segunda-feira, 2 de março de 2015

Março com muita música no horizonte




Março promete ser sonoramente bastante agitado, compensando o certo marasmo dos últimos meses.
Do free impro ao jazz de viés mais clássico, entre muitas variações nesses extremos, não vai faltar música boa para ser apreciada.




quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

Coin Coin: a inebriante viagem de Matana Roberts



A cada novo capítulo editado de seu projeto Coin Coin, a compositora e saxofonista de Chicago Matana Roberts tem demonstrado que sua força criativa ainda não atingiu o ápice: ela sempre se mostra uma vez mais capaz de nos surpreender. Com o lançamento neste mês de “Chapter Three: River Run Thee” não foi diferente: novamente estamos diante de um trabalho inquietante, encantatório e inebriante.




quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

"Jazz is an African power. Jazz is an African music”




Em 21 de julho de 1969, começava na Argélia o “1º Pan-African Cultural Festival”. Ativistas de países recém-libertos da opressão colonial se juntaram a representantes do Black Panther Party e artistas de muitas vertentes em um evento multicultural que se estendeu por dez dias. A situação das ex-colônias, os problemas e desafios do terceiro mundo, a luta pelos direitos civis e a celebração da cultura africana permearam a maratona de debates, música, dança e poesia.
Em um momento em que o free jazz estava muito ligado aos embates sócio-político-culturais, figuras do gênero não poderiam faltar ao festival: estiveram lá Archie Shepp, Sunny Murray, Alan Silva, Dave Burrell, Grachan Moncur III e Clifford Thornton.